0

Meu Carrinho

Últimas

Notícias

Com estreias, dial FM de Goiânia chama a atenção por ter equilíbrio entre formatos, redes e estações locais

25.11.2020

Goiânia tem chamado a atenção do mercado nacional por contar com uma série de novidades em seu dial nos últimos anos. Na visão da indústria, há um certo equilíbrio de formatos entre estações locais e redes que atuam nacionalmente, o que pode ampliar o alcance do meio rádio entre a população local. Neste início de outubro, o rádio goiano conta com a estreia de mais duas marcas com atuação nacional: Clube FM 95.7 (popular/hits) e Antena 1 FM 92.1 (adulto-contemporâneo), estações que são implantadas por um grupo que tem operado várias redes na região.

A Grande Goiânia é a 12ª mais populosa do país, com cerca de 2.6 milhões de habitantes segundo estimativa de 2019 do IBGE. O grande número de estações na cidade e municípios vizinhos auxilia a expansão de projetos diferentes, com marcas locais, regionais e nacionais. E, conforme mais rádios surjam, o meio está procurando preencher espaços de conteúdo que são demandados pela população. Goiânia costuma estar na média nacional ou acima dela há cada atualização do Inside Radio, feito pelo Kantar Ibope Media. Hoje são 78% de alcance no levantamento mais recente, mas com um tempo médio de 4h38min.

O mercado de Goiânia se divide entre marcas locais que são conhecidas nacionalmente como Rádio 99,5 FM 99.5 (popular/hits), Interativa FM 94.9 (jovem/pop-talk), Rádio Terra FM 104.3 (popular/sertanejo), Positiva FM 98.9 (popular/sertanejo), Paz FM 89.5 (religiosa/gospel), Executiva FM 92.7 (adulto-contemporâneo), entre outras, com iniciativas de redes que tem obtido relevância em audiência como Alpha FM 102.1 (adulto-contemporâneo), CBN FM 97.1 (jornalismo), Jovem Pan FM 106.7 (jovem/pop), 89 FM A Rádio Rock FM 102.9 (alternativa/rock), Rede Aleluia FM 105.3 (religiosa/evangélica), entre outras.

Nos últimos anos, um grupo de comunicação que passou a ter mais expressão a partir da implantação da Alpha FM, avançou no trabalho de investir em redes de diferentes formatos para ampliar a atuação em Goiânia. O ponta-pé nesse processo em novos canais ocorreu com a 89, a primeira afiliada da marca fora de São Paulo, prosseguindo com a BandNews FM 90.7 (passou a operar neste ano), Clube FM 105.7 (na vizinha Anápolis) e, a partir de hoje, com as afiliadas Clube FM 95.7 e Antena 1 FM 92.1.

E o processo não fica restrito à Goiânia e cidades vizinhas. Anápolis, cidade de porte médio que teve o seu dial FM ampliado após a migração das AMs, também conta com uma diversidade de formatos. Estações da capital atingem o município, assim como as FMs da cidade do interior também alcançam Goiânia. Entre as locais em Anápolis, estão projetos como Manchester FM 93.3 (popular/hits), 96 FM 96.3 (jovem/pop), Rádio Imprensa FM 104.9 (popular/jornalismo), Rádio Voz do Coração Imaculado FM 107.7 (religiosa/católica), entre outras.

Outro recorte importante também é relacionado ao dial AM local, este que aguarda canais em FM para poder migrar. O AM goiano conta com rádios de destaque entre a comunidade local, como Rádio Bandeirantes AM 820, Rádio Sagres AM 730, Rádio Difusora AM 640, Rádio Daqui AM 1230, entre outras.

A dúvida da indústria é como o rádio da região irá se comportar comercialmente com essa grande concorrência, mas a variedade de formatos/projetos e um possível alcance ainda maior de ouvintes são a expectativa de que há um futuro promissor para o dial goiano. E a tendência de maior formatação do dial FM também é percebido em outros mercados brasileiros, como Fortaleza (CE), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Brasília (DF), entre outros.

Fonte: Tudoradio

Leia

Também

Panflix, serviço de streaming do Grupo Jovem Pan,...

25.11.2020

ACAERT lança campanha institucional de valorizaç...

25.11.2020

Grupo RIC fecha aquisição das rádios Folha FM e...

25.11.2020


Compartilhar